quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Ontem no Batemacumba eu fui feliz!

Ontem no Batemacumba eu fui feliz! Cheguei a brincar em uma das minhas chamadas (reproduzida abaixo), foi até uma forma de desabafo, mas a verdade, e vcs já estão me conhecendo bastante, tanto pelo trabalho quanto por aqui pelo Facebook, eu me posiciono mesmo. Acho sim que a grande maioria das nossas manifestações artísticas (principalmente as musicais, que é o caso)  trazem conceitos que só interessam aos corruptos e infelizmente a grande massa, pra se sentirem aceitos e por pura ignorância, se presta (e se corrompe) a cultuar essa Babilônia de lixo cultural a que estamos fartos de conviver! Acredito que quem esteve ontem no Batemacumba, como eu, pôde comprovar que tem como se divertir sem baixaria, e sim formando um ambiente, com pessoas que reunidas, vão pra levar a sua vibração interior e com isso, transformar o evento num acontecimento único, um momento seu de prazer verdadeiro, sem apelar, sem culpa, sem ninguém precisar ser o que não quer ser pra agradar os outros e sim ser o que é, e que nos torna únicos, e por mais que isso incomode, será sempre o único jeito de conquistarmos verdadeiramente alguém, só assim nos amarão! Este é o "público", o "mercado", o "case", sei lá mais que palavras inventarão, e que pra mim são as pessoas que eu amo porque vão lá pra curtirmos juntos o resultado de algo feito com amor e paixão e que é o trabalho de uma vida! Obrigado do fundo do meu coração! Ontem no Batemacumba eu segui com a minha vida, eu vivi e conto sempre com vocês! Abrsss do Fabão

Abaixo a brincadeira que fiz divulgando o show aqui no Face 2 dias antes do show:

Se no meu show não tem, tcha, tchê, tchi, tcho, tchu, tchan, nem bala, ninguém rala, as mina não pira, nem piri piri, não tão piradinha, nem maluca, nem fora da casinha, nem gatinha, nem cachorra, não são poderosa, nem fogosa, nem top, nem capa de revista, nem patricinha, nem popozudas, nem preparada, nem atoladinha, nem fugidinha, nem empinadinha, nem reboladinha, nem putaria nenhuma, ninguém vai vai vai, nem vem vem vem, nem nenêm (nossos filhos vão ficar nanando lá na nossa casa mesmo), não haverão bençãos, nem louvores, não é pra além dessa vida, não tem favela, nem bonde, nem nave, nem camaro, camarote, não é vid4 lok4, não tem uísque, ou agua de côco, ninguém vai passar o rôdo, não tem sucesso, nem hit, não é proibidão, nem molejão, não é só no sapatinho, o telefone não toca, não tem outro lance, não tem outra, não tem ciúme, não vai ser diferente, não tem tiaguinho, nem rodolfinho, salgadinho, nem armandinho, não é na humildade, a gente não vai ficar, nem seduzir, nem sacanagem, eu não te pego e esse cara não sou eu, então o que vocês vão fazer lá?

Tá respondido!

Nenhum comentário:

Postar um comentário